GALERIAS

ENQUETES

O que você achou do novo site do Colégio Potência?


Ver resultados

Feira de Ciências desvenda emoções no Colégio Potência




Um dos eventos mais aguardados dentro do calendário letivo movimentou o Colégio Potência na tarde de quarta-feira, dia 14, despertando as mais diversas sensações. Entre as 13 e 17h, pais, amigos, familiares foram convidados para participar da tradicional Feira Cultural. Este ano, o desafio proposto aos estudantes do ensino fundamental e médio foi pesquisar, planejar e expor suas descobertas nas “Oficinas da afetividade: trabalhando as emoções”. O resultado surpreendeu não só os visitantes, mas também os professores e organizadores: “Como implantamos o programa Escola da Inteligência, do Dr. Augusto Cury, que desenvolve a inteligência emocional, optamos por trabalhar as emoções. E os resultados foram além das nossas expectativas. Em cada estande, eles foram afunilando e desenvolvendo aspectos desse assunto, que é tão rico, nas mais diferentes possibilidades de abordagens”, detalha a vice-diretora e professora Joana D’Arc Dornelas.


O prazer através dos cinco sentidos (abordado pelo 6° ano), Empatia (7° ano), A publicidade positiva e negativa na construção das emoções (8° ano), O medo (9°ano X), As emoções que a música desperta (9° Ano Y), A interferência dos fenômenos da natureza nas emoções (1° ano), Autoestima (2°ano) e Empatia (3° ano) foram os assuntos das oficinas. “Todos trouxeram reflexões muito importantes. Um dos grupos, por exemplo, trouxe o tema ‘O riso é filho da tristeza’, mostrando que também administramos os aspectos ruins da sociedade pelo riso despertado pelas tirinhas, charges, cartoons. Outros mostraram os efeitos da publicidade na construção de emoções negativas, como os desejos de consumo, a sexualização da mulher, o racismo e outras várias formas de preconceito. E também os aspectos positivos, como as propagandas que promovem a aceitação e buscam engajamento a causas, como a doação de sangue”, pontua Joana.

Após serem expostos a cada trabalho, os visitantes eram provocados a refletir: “Eles buscaram saber, por exemplo, que emoções a chuva desperta em cada um, que sensações os sentidos nos trazem”, explica a diretora, que ainda destaca outros importantes aspectos trabalhados nessa experiência de aprendizado. “Trabalhamos o próprio conceito de trabalho em grupo, mostrando que um líder eficaz é aquele que divide as tarefas e faz com que todos se sintam parte – esse sentimento de pertença, tão necessário. Também trabalhamos a responsabilidade e a consciência ao determinar que cada sala fosse entregue tão limpa e organizada como eles a receberam antes da montagem do trabalho, o que foi cumprido à risca”, acrescenta.

De acordo com a coordenadora pedagógica Janaína Hoelzle, cada turma teve o trabalho de pesquisar seu tema por seis meses, com o suporte dos professores orientadores. A partir daí surgiram as ‘Oficinas da afetividade: trabalhando as emoções’: “De acordo com a neurociência, quando nós nos conhecemos, temos a capacidade de fazer melhores escolhas e de gerir, de maneira mais eficiente, as nossas emoções. Mas não adiantaria simplesmente depositar esse conceito neles: era preciso despertar isso nos alunos, para que eles pudessem perceber essas emoções na vida deles, no mundo. Para que tudo pudesse ser sentido, o estande que falava sobre as emoções que são despertadas pela comida oferecia degustações, o que analisava a influência da música no que sentimos tinha som. O que discutia as propagandas expunha vídeos. E assim, tudo pôde ser explorado com todos os sentidos”, finaliza.

Veja mais fotos na nossa Fanpage. Acesse: https://www.facebook.com/Colegio.Potencia/posts/2304924632851299?__tn__=K-R


Publicado na editoria Cultura, no dia 30/11/2018

Localização

Rua André Rodrigues da Silva, 150 - Campo Alegre -
Conselheiro Lafaiete (MG) - 36400-000
(31) 3763-3700 / (31) 3761-1900